Google+ Followers

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Cães e Crianças - Livro: "Como Treinar um Supercão" - Gwen Bailey


Os cães e as crianças dividem uma percepção de diversão e amor à vida e eles podem se entender bem juntos se houver uma supervisão cuidadosa e necessária para assegurar boas relações.



Dê o bom exemplo

Os cães e as crianças podem construir um forte vínculo desde que sejam muito bem supervisionados e treinados para assegurar que cada um se comporte bem um com o outro. Deixá-los sozinhos permite que todo tipo de mau comportamento apareça e hábitos inaceitáveis podem se desenvolver com rapidez. É relativamente fácil ensiná-los a se comportar com o cão para obter o melhor dele e para desenvolver uma relação de sucesso.
As crianças também aprendem a partir do que observam. Elas olharão com cuidado o que os seus pais fazem com o cão da família e imitarão este comportamento. Por este motivo, seja ainda mais cuidadoso nas ações com o seu cão se houver crianças olhando, já que isto se refletirá nelas mais tarde.
As crianças estão cheias de vigor e diversão e cães bem socializados respondem a isto com alegria e energia. Isto torna as crianças treinadoras muito boas, se a maneira correta for mostrada a elas. Crianças também se mostram entusiasmados e excitados, o que faz florescer um sentimento recíproco do cão que estão treinando. É essencial a supervisão destas sessões de treinamento, estando sempre prontos para ajudar quando necessário.


Brincadeira segura


As crianças podem ser cruéis, sem intenção, com os cães no meio de uma brincadeira e, algumas vezes, elas podem ser más se tiverem sido maltratadas elas mesmas. Se um cão está prestes a morder, então de acordo com as estatísticas, ele tem mais tendências a morder os garotos jovens da família, provavelmente por tê-los associados como ameaças devido a hiperestimulação ou brincadeiras cruéis.
Por esta razão, todas as brincadeiras e interações entre crianças e o cão da família devem ser supervisionadas para evitar situações onde o cão se sinta ameaçado e se defenda. Lembre-se, um cão com medo, poderá fugir da situação, se esquivar ou atacar.
As crianças serão aceitas do ponto de vista do cão se ele as tiver conhecido e tiver tido experiências agradáveis com elas durante a infância.
Filhotes pequenos, abaixo de 12 semanas de idade, precisam conhecer crianças de todas as idades se quiserem crescer amigáveis e sem medo. Do contrário, os cães podem sentir medo das crianças, em particular de bebês, cuja aparência e estatura é tão diferente da dos adultos.

Cães e bebês


Os bebês são em geral aceitos pelo cão como um novo membro da família. Mesmo assim, é aconselhável ajustar a rotina do cão e o ambiente social durante a gravidez para refletir as condições que acontecerão depois do nascimento. Tocar gravações de bebês chorando e deixar o cão se acostumar aos diferentes cheiros associados a bebês ajuda.
Discernir para o seu cão onde começa o espaço dele e onde termina na relação com o bebê também é uma boa idéia, assim poderá cuidar do seu bebê sem interferências e comportamentos invasivos do seu cão.


Nenhum comentário: