Google+ Followers

terça-feira, 19 de março de 2013

A genética determina o comportamento?



A pergunta que não quer calar em treinamento de animais. 


Afinal? A genética determina o comportamento?

Uma vez que a resposta seja sim, de alguma forma transfere-se a genética uma enorme responsabilidade sobre as respostas do sujeito em qualquer situação. 

Em outras palavras, independente dos estímulos apresentados, se a genética "for boa", como muitos dizem, as respostas serão sempre satisfatórias. Legal não é?



Por outro lado, se analisarmos o processo evolutivo das espécies, uma das constatações feitas por Charles Darwin é a modificação dos fenótipos de acordo com a pressão geográfica e também da pressão seletiva relacionada a sobrevivência das espécies. 

Ora, dessa forma pode-se dizer que o que moldou a genética daquele determinado animal, formando um fenótipo típico com morfologia típica, não foram as influências e pressão dos estímulos externos relacionados a sobrevivência? 

Há vários casos de crianças que conviveram com diversos animais por diversos motivos. Nesses casos embora o fenótipo seja o de Homo Sapiens, o comportamento em todo o seu repertório é o de um animal. Nesse caso, porque a genética não determinou que o repertório de comportamentos referente a espécie Homo Sapiens não prevalecesse, já que é a genética que determina o comportamento? 

Enfim, não estou aqui querendo afirmar e nem determinar nada. Pois há muito o que aprender sobre o assunto. Apenas divido essas reflexões para que todos pensem saudavelmente. Grande abraço a todos.

Ivan Chitolina

Nenhum comentário: